EQUIPE:

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

AFINAL, O BEIRA RIO É DO INTER OU DA AG?

Redação: Lucas Sommer Goulart / Produção: @rsesporte_com / Fotos e Imagens: Google e Reprodução Blogs


Tudo começou com os debates do contrato entre Grêmio e OAS. Torcedores do Inter começaram a tocar corneta para cima dos gremistas. O tempo passou, debates fervorosos tomaram forma nas redes sociais, a Arena ficou pronta, o Grêmio está rediscutindo o contrato com sua parceira e o Beira Rio está finalizando sua reforma que por sinal está ficando muito bonito, teremos realmente dois estádios de primeiro mundo em Porto Alegre.

Porém assim como surgiram dúvidas sobre Arena do Grêmio e a quem pertencia, no caso do Beira Rio também surgem dúvidas ainda não bem esclarecidas. Afinal o estádio é do Inter ou da Construtora Andrade Gutierrez?

Veja os fatos abaixo apurados pelo colaborador do rsesporte.com e tirem suas próprias conclusões.


“Para quem já morou ou mora de aluguel, que não é o caso dos colorados, nós estamos voltando para a nossa casa. Que é nossa!” Giovanni Luigi, Presidente do Sport Club Internacional.

Alguns veículos de imprensa afirmam que o negócio é excelente, mas não é bem assim. No site oficial do Internacional, notem o que a Andrade Gutierrez levará com a construção:

- 184 Camarotes e Sky Boxes.
- 5.000 cadeiras VIPs.
- Aproximadamente 6.000 m² de área comercial para locação.
- 3.000 vagas de estacionamento no edifício garagem.
- Venda do marketing esportivo do estádio.
- Exploração de shows e eventos.

Isso que o Inter ofereceu a construtora é por 20 anos.

A Brio, é a subsidiária criada pela Andrade Gutierrez para administrar o estádio.

A BRio nasceu em Belo Horizonte. É de lá o endereço que faz constar em contratos. Nasceu em fevereiro de 2010 como SMGA Participações S/A. Em setembro do mesmo ano, travestiu-se de Pumari Participações S/A. Finalmente, para atender um negócio de ocasião, em março de 2012, trocou o nome para SPE Holding Beira-Rio S/A. É com esta alcunha que vai fazer a exploração comercial do novo Beira Rio. Veja neste LINK: http://www.speholdingbeirario.com.br.

Mas atentem: A SPE é da Andrade Gutierrez. Assim, a administração do Beira-Rio será do Inter?

A SPE é a Superficiária do estádio do Internacioanal reformado. Para entenderem o que é superficiária: A Arena Porto Alegrense é a superficiária da Arena do Grêmio.

Vejam nos documentos abaixo que foi constituído direito real de superfície sobre o estádio e também sobre o edifício garagem. O mesmíssimo mecanismo da Arena. Só depois de ficar tudo pronto, e a obra estiver pronta para a Copa do Mundo, começa a contar o prazo de 20 anos para eles receberem o estádio e o edifício garagem de volta.


Porém, para a Andrade Gutierrez ter dinheiro e conseguir comprar os materiais, a Brio cedeu os direitos sobre o estádio e o edifício garagem para o BNDES, Banco do Brasil e Banrisul (valor chega a 275.000.000). Isso tudo registrado no documento abaixo:




O edital fala também da autorização de uma alienação fiduciária de um imóvel de matrícula n° 6.258, da Quinta Zona de Registro de Porto Alegre.




Assim sendo, o Beira-Rio é da Andrade Gutierrez por 20 anos, e não como o Presidente informou.

Tais informações foram tiradas dos blogs: Demian Diniz (http://www.blogdodemian.com.br) e do Boteco do Ilgo (http://botecodoilgo.com.br).

Outro texto que indicamos a leitura e que faz um texto muito explicativo sobre a situação, é o de Juremir Machado: http://www.correiodopovo.com.br/blogs/juremirmachado/?p=3973 e http://www.correiodopovo.com.br/blogs/juremirmachado/?p=3999.

A verdade é que tanto Arena quanto o Beira-Rio são negócios idênticos, (péssimos) no que tange à propriedade dos estádios: ambos contemplam a cessão do direito de superfície. Ambos os clubes só poderão considerar-se donos ao término dos contratos, 20 ANOS.

30 comentários:

  1. Sou gremista e com essa só posso dizer: Quem ri por último, ri melhor !!!!.... ahahahahahahahahah, Dono mesmo só daqui há vinte anos, internacional !

    ResponderExcluir
  2. Usar um blog gremista como fonte de informações estritamente jurídicas sobre o Beiro-Rio é no mínimo Ridículo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se as fonte oficiais (imprensa isenta colorada) que deveriam dar a notícia não dão, entao que a verdade venha por um blog gremista.

      Excluir
  3. A diferença está nas quantidades: enquanto a superficie, no Estádio Arena, atinge cem por cento do imovel (terreno), no Beira Rio menos de um terço dele. O Inter resguardou para seus associados essa parcela significativa do estádio. O Grêmio, para atender seus socios, teve que adquirir da OAS os lugares pelo peço que todos sabem. Importante a registrar: a competição para saber quem fez o melhor ou o pior negocio é inócua, não conduz a nada, Isso não é uma corrida de cavalos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Enquanto aqui se discute quem fez o melhor negócio lá no RIO se discute quem conseguiu roubar mais...... gostei do blog

      Excluir
  4. A diferença principal é que enquanto a Superficiária da Arena (Arena Porto Alegrense) é 50% do Grêmio e 50% da OAS, a BRIO é 100% da AG, então #ChupaInter

    ResponderExcluir
  5. Pra falar a verdade eles nunca foram dono de nada, invasão de área publica não dá propriedade a invasor. .

    ResponderExcluir
  6. A imbecilidade das gazelas atinge níveis estratosféricos! O terreno do Beira Rio foi CEDIDO pela prefeitura, via lei aprovada na Camara Municipal (o melhor investimento que o município já fez!), ao Internacional. Logo, não existe invasão, palhaços!

    ResponderExcluir
  7. É PIOR BLOG QUE JÁ VI, afinal o sucesso de uma mídia é a imparcialidade, ainda mais no RS. Ridículos, jamais serão!

    ResponderExcluir
  8. Tem um desinformado ali em cima. O inter não cedeu parte do Beira-Rio....cedeu 100 porcento. A parcela é referente AO TERRENO e não ao estádio. A parcela de terreno cedido é justamente a superfície onde está o ESTÁDIO e o EDIFÍCIO ESTACIONAMENTO. Quanto a invasões, elas existiram sim. Metade do gigantinho foi construído em área pública (depois dada de graça pelo Fogaça), sem falar no Parque Gigante com invasões sucessivas ao longo dos anos (lembram do Amoriti contra os tratores da prefeitura?)

    ResponderExcluir
  9. Invadiram o aterro e a prefeitura se obrigou a ceder o espaço...
    Pior de tudo que o Banrisul entrou com muita grana nessa encrenca que nem do clube é KKKKKKK ou seja tirou dinheiro dos gaúchos para financiar algo de uma empresa de fora do estado.
    Os caras devem estar dando risada a muito tempo.

    ResponderExcluir
  10. Opsss... É só aceitar a realidade, sentar e chorar. Se acham que estas informações foram tiradas de sites gremistas, é só pesquisarem. hahahahhahahahahahahahahahahahaha... Sim, quem ri por último, ri, neste caso, muito melhor. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. faça isso,aceite a realidade. tem centenas de blogs de gremistas falando isso ou aquilo do beira rio pra tentar diminuir a dor de cotovelo q o contrato da arena causou em relação ao nosso estadio,qual credibilidade um blog q se baseia em outros blogs pode ter pra falar de um assunto q ele nem domina?
      OOOOOOOO PAGUE O ALUGUEL
      OOOOOOOO PAGUE O ALUGUEL PAGUE O ALUGUEL PAGUE O ALUGUEL

      Excluir
  11. O Direito de Superfície é um Direito Real, de Gozo ou Fruição, onde o proprietário do terreno (Concedente ou Fundieiro), concede ao Superficiário, por meio de instrumento público (escritura), o direito de construir ou plantar em sua propriedade. entao está tudo certo...o DONO CONCEDE O DIREITO....Antes de sair escrevendo besteira...melhor se informar com um advogado....

    ResponderExcluir
  12. mais um dossie pra ser ridicularizado,parabens aos envolvidos. vou chutar q deve ser obra de alguem q vive de aluguel e ta vivendo a maior dor de cotovelo da vida dele

    ResponderExcluir
  13. toda midia estadual,nacional e mundial acompanhando a reforma do beira rio e só os gremistas conseguem entender paragrafos do contrato como dizendo q o beira rio é da AG?! ok paguem o aluguel e joguem pra poder almoçar

    ResponderExcluir
  14. TAIS INFORMAÇÕES FORAM TIRADAS DO BLOG TAL DO OUTRO BLOG TAL E DE MAIS UNS BLOGS TAIS.
    ok a fonte de vcs são blogs TTTTTTTTTTTAAAAAAAAAAAAA SSSSSSSSSSEEEEEEEEERRRRRRRRRRTTTTTTTTTTTTUUUUUUUUUU

    ResponderExcluir
  15. Informações baseadas na preguiça do leitor. Você que publicou leu por inteiro os documento? Acho que não e nem quem comenta leu... Todos os acentos e os camarotes existentes terão a receita para o clube. O estacionamento, praça de alimentação, alugueis de comércio e os novos camarotes terão a receita para a construtora. Ler só o que está grifado sai do contexto dos documentos.

    ResponderExcluir
  16. Não serão todos os assentos já existentes de receita do SCI. Destes, os espaços nobres e caros ficarão com a AG.
    Tanto o contrato OAS quanto AG falam em direito de superfície. E o terreno do beira-rio é garantia para pagamento do financiamento feito pela AG.
    A diferença básica favorável ao inter é que boa parte da renda de bilheteria fica diretamente com o clube e não vai para a AG. No caso da Arena tudo a renda vai para a APS (arena porto alegrense, cujo lucro, SE HOUVER, será repartido 65% pro gremio e 35% OAS. O problema é que nos primeiros anos a expectativa de lucro é nula ou pequena e será distribuído apenas ao final do ano, ou a cada semestre.) Por esse motivo o clube fica sem fluxo de caixa - verbas imediatas em caixa do clube. Em compensação, o a construtora fez um estádio novo e não uma reforma. Sem paixões, é esta a diferença. Qual o melhor negócio? O tempo dirá.

    ResponderExcluir
  17. Além de tudo, ficou feio bagarai esse estádio do Inter, ops, da AG, hein.

    ResponderExcluir
  18. Ai meu deixa de ser bobo, É só colocar que tudo que era do Inter (e velho) continua do Inter e os novos espaços (que serão do Inter) o Inter ganha uma participação por 20 anos. O velho BRio, não tinha ed. garagem, não tinha este monte de lojas, não tinha cobertura, não tinha iluminação, não tinha som, não tinha cadeiras vip, não tinha cadeiras estofadas, não tinha Skybox, não tinha vias de acesso, não tinha o paisagismo que terá agora, Agora temos e mais tudo novinho. ISSO TUDO É DO SPORT CLUB INTERNACIONAL. me poupe com este teu comentariozinho imbecil, e vai platar batatas.

    ResponderExcluir
  19. sou gremista ,mas sou consciente !!! ambos os times fizerem um negócio para si !! sendo bom ou ñ !!! ambos os times irão ganhar com isto !!!!! mas é claro que como bom gremista a Arena fico melhor!!!!!!kkkkkk o BRio vaii fica tambêm !!!!

    ResponderExcluir
  20. Nossa li cada comentário... mas seguinte gente... a principal diferença é... e sempre será... a AOS é dona... ou parceira... de um estádio novo... NOVO... enquanto que a AG é dona... ou parceira de um está reformado... ...

    ResponderExcluir
  21. Mas se "o velho BRio, não tinha ed. garagem, não tinha este monte de lojas, não tinha cobertura, não tinha iluminação, não tinha som, não tinha cadeiras vip, não tinha cadeiras estofadas, não tinha Skybox, não tinha vias de acesso, não tinha o paisagismo que terá agora", então o velho BRio não tinha nada, "tudo que era do velho BRio" é nada, então o Inter fica com nada. Tudo que antes não tinha (o que "Agora temos e mais tudo novinho") só vai para o Inter daqui a 20 anos. No que este negócio é diferente do da Arena? Está bem, o gramado ficou o mesmo, é do Inter.

    ResponderExcluir
  22. Colorados, basta entender o seguinte: a área do Beira Rio foi dada em garantia para uma operação de crédito junto ao BNDES (através do BB e do Banrisul). Caso fosse o Internacional o ente jurídico responsável pela SPE Holding, não haveria discussão: a gestão desta empresa seria também do clube. Mas pelo que está divulgado aqui na documentação (que a priori possui todas as características de veracidade), a SPE é quem tem direitos de exploração de considerável parte dos geradores de receita do estádio. E o Internacional só poderá ter 100% dos direitos após 20 anos. PORTANTO, ANTES DE TOCAR FLAUTA SOBRE A ARENA E O GRÊMIO, PROCUREM ENTENDER COMO FOI REALIZADO O NEGÓCIO COM O SEU CLUBE para que não parece um cretino e estúpido defecando pela boca informações que não tem o menor conhecimento.

    ResponderExcluir
  23. Algum colorado se orgulha de construir em terreno cedido? Na minha opinião é esta a principal diferença. No mais, os dois estádios ficaram incríveis, porém serão dos clubes, de forma integral, daqui a 20 anos.

    ResponderExcluir
  24. A grande diferença está em que: o Inter não precisa pedir pra ninguém, para treinar no BRio, pode vender os ingressos pelo valor que achar conviniente, ninguém impõe que o estadio vai ser cedido para o jogo do Juventude... Não sai dinheiro das mensalidades pra pagar a AG... Não precisamos entregar o que já tínhamos em troca do que não é nosso. Pow é só pensar um pouco...

    ResponderExcluir
  25. O Grêmio tem uma vantagem sobre o contrato, se o clube pagar a dívida automaticamente o estádio é do Grêmio.
    Já o Internacional se pagar a dívida terá que entrar em concordata com a Brio para quitamento da alienação, ou seja, a Brio entrega se quiser o estádio de volta ao clube, que na minha opinião eu acho difícil acontecer, a não ser que tenha uma mão política forte por trás ou a proposta do clube for MUITO vantajosa a Brio.

    ResponderExcluir
  26. Para os leigos, o Inter cedeu DIREITO A SUPERFÍCIE, ou seja, exploração, NÃO cedeu PROPRIEDADE! É só interpretar as averbações...

    ResponderExcluir
  27. É só uma partezinha de nada. O Beira-Rio é nossoooo!!!

    ResponderExcluir